terça-feira, 30 de setembro de 2014

TUDO É VOCÊ




quarta-feira, 9 de julho de 2014



"Você é Perfeito"

A perfeição é ilusão
É erro. Ta na configuração
É defeito. Vem de fabricação

A perfeição é ponto de vista
Depende de quem olha,
Depende de quem rima.

Olhe para dentro,
Não olhe para fora, já que...
O próximo pode te mandar embora
Sem ao menos dar esmola.

Foco em quem te vê com perfeição,
Mesmo você não tendo esta aptidão.
Um erro aqui e outro ali,
O que é que tem? Você erra também!

Alguém sempre vai achar em você um defeito,
Afinal! Ninguém é perfeito.
Agradar a gregos e troianos é impossível,
Se fosse assim, seria outro nível.

Chega de perfeição a falar,
Porque os versos já não consigo mais rimar.
É tanta perfeição que mal cabe nessa redação,
Posso até mentir que não tem defeito.

Afinal! Ninguém é perfeito.

(Vinícius Oliveira)

Como esse poema saiu de uma conversa nossa, deixei a Lauriene escolher a foto de capa... Ta massa essa :)

Obrigado a todos que gastam um pouco do seu tempo para lerem meus rabiscos!!!

domingo, 22 de junho de 2014

"Passarinho"


Um passarinho triste a piar
De longe escuta aves a ressoar.
Com pequenas asas tenta, tenta se aproximar.
O jovem passarinho tenta voar e voar.

As asas batento, batendo,  batendo. 
O vento empurrando, e o passarinho...
Sofrendo, sofrendo, sofrendo. 

Passam-se os dias, passa o tempo
E o passarinho...
Sofrendo, sofrendo, sofrendo.

Pequeno e sem forças,  o passarinho...
Cansa!
Para no tempo do tempo e...
Descansa. Desistir? 
Não,  o pequeno passarinho não se cansa.
Levanta, bate asas.
Voa, voa e voa.
Ele sabia que os ventos mudariam. 
Sabia que sua jornada continuaria.

Bate suas asas e alça o voo do destino.
Sacode as penas e alça o voo do infinito.
Rumo ao horinzonte com um fim.
Um único objetivo. 
Ele voa, voa e voa.

O pequeno passarinho de tanto voar,
Ao seu destino consegue chegar.
O ninho do aconchego, das maravilhas e felicidades.

Seu esforço nao foi em vão. A recompensa?
Veio no final, do turbilhão.
O passarinho vive feliz hoje.
Sabe que o que valeu "As penas", nao foi o fim da jornada
O que valeu foi o caminho.

O passariho cresceu, ficou forte, lutou...
Lutou, lutou e lutou.
Os contratempos? 
Enfrentou,  enfrentou e enfrentou. 

O passarinho? 
Cresceu!
Ficou velho? 
Não!  Apenas cresceu!!

(Vinícius Oliveira)

terça-feira, 22 de abril de 2014

"Coração x Razão"


Quarenta por cento sentimento
Sessenta por cento coração
De veras disso tudo,
Devesses abrir mão.

Do que vale o sentimento
Se dele não se tem gratidão,
Do que vale um coração,
Se o próximo despedaça-o e deixa
no chão.

Não, não vale a pena essa equação.

Por vezes devesses procurar um pouco mais
a razão.
Dela saem respostas e um bocado de
convicção, de retidão ou de opinião.

Por que versos com ão
fico a traçar?

Por que esse, é um bom jeito
de expressar ao rimar,
 prosear ou argumentar.

Que insano esse jeito de escrever,
Mas uma grande porcentagem dos que leem, 
ão de me entender.
Mas veja só você, voltamos á equação
de porcentagem resolver.

Disso tudo, uma unica coisa posso dizer,
Do que se tratada equação do coração.

Nem mesmo a razão
pode resolver.
(Vinícius Oliveira)

                                                    "Lagrimas Perdidas"


Posso ouvir o menino chorar.
Porque o menino chora?
Saudades de casa?
Saudades da senhora?

O menino apenas chora.
No confinamento de seu reduto,
O menino apenas chora.
Chora, chora e chora.

Apenas chora.

Pare de chorar! disse o homem ao menino.
Mas as suas palavras de nada vão adiantar,
Enquanto o menino não parar de chorar.

O menino enfim cessou, cessou os choros
e cessou as lágrimas
O homem olhou para o menino e disse:

Choras pelo amor deixado?
Choras pelo afeto afastado?
Porque choras?

O menino, sim, sim.

O homem, não, não.

Não chores pelas perdas,
Chore pelas vitórias não conquistadas,
Se perdeu, é porque um dia já teve, e pode
Simplesmente reencontrar.

O menino, sim, sim.

Então não chores menino,
Apenas siga o seu destino.

(Vinicius Oliveira)

domingo, 23 de fevereiro de 2014




" O Tempo do tempo"

Três é o numero do tempo,
Ontem, hoje e amanhã.
Três é mesmo o número do tempo
Passado, Presente e Futuro.

Tempo, tempo, tempo...
Manhã, tarde e noite.

Comecei ontem, resolvo hoje mas não posso deixar para amanhã.
Quis você comigo no passado, quero você no presente e quero você no futuro.
Penso em você de manhã, tarde e noite.

Você é o tempo do meu tempo que não da tempo.

tempo, tempo, tempo...

O que diabos seria o tempo?

Penso comigo que seja você

três vezes!!!

(Vinícius Oliveira)


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

“A SINTOnia da Musica”

Sou cego, mas mesmo assim eu sinto a musica.

Sou Surdo, mas mesmo assim eu sinto a musica.

Sou mudo, mas mesmo assim eu sinto a musica.

Não sou cego, nem surdo e nem mudo, mas mesmo assim...

Eu sinto a musica...

A musica é de dentro para fora e não de fora para dentro.


Musica vivemos, Musica Sentimos.

(Vinícius Oliveira)
Segue Abaixo o Link que me inspirou esse poema

Simplesmente MUSICA

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

" V de vivendo"

O brilho de um olhar define um sentimento,
Esperança, Paixão, Angustia...
O brilho de um sorriso define uma dor ou uma alegria,
Sofrimento,coração,Amor...

Sentimentos confusos e obscuros
Razoes desnitidas ou discretas
Nada com nada ou tudo com tudo

Saber, Compreender
Viver, Aproveitar
Deixar estar
Deixar rolar

Nao tente entender, nao tente saber.
Na vida a graça esta em apenas...

Viver!!!

(Vinícius Oliveira)